16 de julho de 2017

Os salmos messiânicos - Salmo 91.

Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra alguma [Salmo 91:11-12].

No Salmo 91 o Messias é apresentado como o Homem perfeito e dependente, e como único que verdadeiramente habita “no esconderijo do Altíssimo” e “à sombra do Onipotente”. O tema é: Cristo foi libertado do inimigo e preservado por Deus em Seu caminho sobre a terra (vv. 2-10) “Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda”. Mateus e Lucas registram a tentação do Senhor Jesus e o diabo citando esse Salmo. Isso nos mostra que Satanás acreditava que o Salmo 91 era uma profecia messiânica, mas observando atentamente notamos que ele citou o Salmo de modo errado. Ele levou o Senhor Jesus até o pináculo do templo e disse: “Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo” (Mateus 4:6). Depois o diabo citou os versículos 11-12, mas omitiu parte do versículo 11: “para te guardarem em todos os teus caminhos”. A promessa da proteção angelical para o Messias dependia de Sua obediência e confiança em Deus. Ele seria preservado enquanto andasse nos caminhos de Deus. O Senhor Jesus sempre andou na vontade de Deus; Satanás tentou fazê-Lo andar fora desses caminhos — mas falhou. Satanás é descrito de quatro formas nesse Salmo: um leão, uma áspide, um leãozinho e uma serpente (v.13). Como leão é um adversário poderoso (1 Pedro 5:8), como a áspide ele se transforma em anjo de luz (2 Coríntios 11:14), como leãozinho ele mostra sua energia em oposição as coisas de Deus (Jó 1:7), e como a serpente,ele é um perseguidor e assassino (Apocalipse 12:4-13). O Salmo 91 termina com a exaltação do Messias: “pô-lo-ei em retiro alto”. Isso acontece porque o Messias amava a Deus e em Sua santa humanidade Ele manifestou uma perfeita dependência e obediência a Deus.

Fonte: Boa Semente.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário