17 de abril de 2016

Eleições Gerais.

O PT e o governo planejam fazer uma grande campanha nacional de coleta de assinaturas em apoio a uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) defendendo eleições gerais caso o Congresso aprove o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A ideia, que até agora era cogitada apenas em conversas reservadas, passou a ser defendida abertamente pelos estrategistas próximos à Dilma. "Se o impeachment de fato for decretado, passar pelo Senado, nós vamos defender eleições gerais porque não reconhecemos no vice-presidente condições morais e jurídicas para vir a presidir o Brasil", disse o deputado Wadih Damous (PT-RJ), um dos principais articuladores da reação anti-impeachment. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário