24 de julho de 2015

O beijo da virgem de Nuremberg.

Charles Spurgeon


Que invento diabólico esse do “beijo da vigem”, praticado nos tempos da Inquisição! A vítima era levada até à imagem que devia ser beijada; quando se aproximava dela, uns braços ocultos a apanhavam e seu corpo era traspassado por cem punhais. Os prazeres do pecado oferecem ao homem um beijo igual ao mencionado. Os gozos ilícitos, mesmo neste mundo, levam o homem a situações terríveis, enquanto que, no futuro, os punhais do remorso e do desespero ferirão sem remédio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário