13 de junho de 2015

Mudanças.

João Calvino

Existem muitos que teimam em não mudar. Pense nos animais selvagens que, quando acorrentados ou presos em uma gaiola de ferro, ficam agressivos como nunca. Nós mantemos ursos, lobos e leões em cativeiro, mas eles permanecem o que eles sempre foram. É assim com os homens também. Apesar de o Senhor Jesus Cristo os manter em curta rédea, mesmo assim eles resfolegam e rilham seus dentes, e seu orgulho aumenta ainda mais. Portanto, Deus, de sua parte, teve de "cair pesado" em cima deles para expelir o veneno que de outra maneira os mataria. Não que eles melhorem como resultado. Eles se tornam ainda piores, reclamando e se enfurecendo, exibindo sua maléfica fúria perante a face de Deus. É assim, eu repito, que ocorre com muitas pessoas. 

CALVINO, João. Beatitudes. p. 38. São Paulo: Fonte Editorial, 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário