28 de maio de 2015

Joio e o Trigo no ministério cristão.

João Calvino

Da mesma maneira Paulo diz que entre os pastores e aqueles chamados a este serviço, haverá muitos lobos famintos prontos para devorar o rebanho. Mesmo ao se dirigir àqueles a quem ele mesmo escolheu e chamou, ele declara: "dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas". Todavia, é dessa maneira que Deus procura testar nossa lealdade e a integridade de nossa fé. Ele deu a Satã liberdade para semear confusão em sua igreja. Ao mesmo tempo, seu objetivo é nos manter humildes e nos levar a orar por libertação de tudo aquilo que nos causaria tropeços ou que levaria o mundo à ruína. Nós logo seríamos levados à indiferença se pensássemos que o mundo vai de bom a melhor pararíamos de valorizar a oração e de buscar a Deus por ajuda. Mas quando, porém, forçados a nos misturar com malfeitores e escarnecedores que causam tanta ofensa entre nós, percebemos a miséria de nossa condição e não podemos evitar de buscar e orar a Deus pelo fim da confissão, pelo exercício de seu controle, para fazer prosperar o trabalho que já começou, para ratificar e continuamente confirmá-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário