11 de março de 2014

As críticas e o ministério cristão.

Erwin Lutzer

Todos já vimos pessoas que criticavam a nós (e a todos) para compensar problemas pessoais; às vezes essas pessoas têm problemas de personalidade de difícil resolução. São como o bêbado que sai do bar com  bigode sujo de queijo. Quando sai e sente o ar puro da noite, reclama: "o mundo todo fede" (...) Spurgeon disse: "peça a um amigo que lhe mostre suas falhas, ou - melhor ainda -acolha um inimigo, que o observará com atenção e o instigará ferozmente. Essa crítica irritante será uma grande bênção para o sábio e um profundo aborrecimento para o tolo".

Fonte: LUTZER, Erwin. De pastor para pastor. p. 39. São Paulo: Vida, 2000.