13 de julho de 2013

O trabalho do teólogo.

Se o teólogo não se envergonhar do evangelho, não precisará pedir desculpas a ninguém pela sua existência, nem precisará justificar seu trabalho através de algum fundamento ontológico ou por outros artifícios apologéticos e didáticos: não o fará frente ao mundo, nem frente à comunidade. O trabalho teológico, justamente como serviço, precisa ser feito de cabeça erguida; se não for assim, antes que não seja feito.

Karl Barth.

Nenhum comentário:

Postar um comentário