3 de julho de 2012

Um olhar, um sorriso.

Por Job. Nascimento

Eles eram sozinhos, andarilhos, perdidos. Caminhavam juntos percorrendo os mais diversos lugares, focando nas paisagens. Eram dirigidos por uma mente reflexiva que utilizava-os como porta-vozes de alguma teoria. 
Vivo e cheio de si o sorriso andava. Com passos firmes e sendo dirigido por sua portadora. O acaso fez eles se encontrarem. O sorriso transformou os olhos distantes num olhar atencioso. A distancia os separou e o olhar atencioso vive de lembranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário